• Roger Sampaio

Muito Mais que Saber o Verbo ‘To-Be’

Fala meus guerreiros. Certamente você deve estudado ou pelo menos ouvido falar do famoso verbo ‘To-Be’ nas aulas de ensino fundamental. Caso não, o verbo To-be é um verbo que significa ser/estar, sendo início para compreender o inglês. E de fato, quando somos induzidos a aprendê-lo, consequentemente ouvimos dos nossos pais, professores que é importante saber inglês. Mas aí você pergunta, para que eu devo saber inglês, se eu não vou professor nessa área? Aí te digo, que mesmo assim é importante e será um diferencial no seu currículo ainda mais se você pretende seguir a carreira de Tecnologia, discutida nesse site. Vou mostrar para você três motivos para você aprender inglês. Não me xingue, acredite, você me agradecerá no futuro mesmo que hoje esteja com uma certa preguicinha em aprender inglês.

  1. Grandes Empresas Ditam o Mercado

As gigantescas empresas de tecnologia do mercado como, por exemplo, Google, Microsoft, Apple são americanas e obviamente elas falam em inglês. De fato, elas ditam o mercado, lançando constantemente ferramentas, técnicas, linguagens abrangendo tanto a parte do hardware como software. E assim que saem tais novidades disponibilizam tudo sobre a tecnologia (manuais de uso, programas, ambientes de desenvolvimento...) para a comunidade, porém em inglês. Vamos pegar um exemplo da área de dados, já que é assunto do nosso blog: a linguagem R – usada para trabalhar com modelos estatísticos e análise de dados. Se você entrar no site oficial, encontrará links para fazer download do interpretador, do ambiente de desenvolvimento, a documentação dela (de função por função), porém tudo em inglês.



Pode até acontecer que esse site seja traduzido um dia para português, porém pode demorar muito. E até que isso aconteça, pode ser que lançada outra tecnologia e quando você decidir estudar essa tecnologia, já fique desatualizado para o mercado (a tecnologia é dinâmica e muda muito rápido). Então já é interessante você saber inglês para pegar as tecnologias no berço.

2. Tudo é Inglês

Ainda com o exemplo da linguagem R, se pegamos as palavras-chaves (nomes de funções, por exemplo), são derivadas da língua inglesa. Vamos executar três funções e destrinchar:


‘Setwd’. Set = verbo ajustar, w = work, significa trabalho, d = directory, significa diretório; logo ‘setwd’ = alterar o local do diretório de trabalho. Já a função ‘getwd’ é desmembrada em get, que significa ‘obter’. Logo ‘getwd’ = obter o local do diretório de trabalho. Por fim a função ‘plot’ signfica gráfico, ou seja, é para criar gráficos. Com inglês fica mais fácil descobrir o que cada coisa significa.

3. Muito Material

Assim que lança uma nova tecnologia no mercado, saem muitos cursos na área. O site, por exemplo, Udemy (https://www.udemy.com/) oferece excelente cursos na área de TI, desde gratuitos até pagos (e até bem acessíveis, existem cursos excelentes que custam menos do que R$ 30,00). Porém em sua grande parte, os cursos são todos em inglês e não há previsão de possível tradução para o português.

OK, se eu te convenci, mas agora surge a seguinte pergunta: e como eu faço para aprender a língua inglesa? Bem, você não precisa fazer um cursinho caro durante anos para aprender a língua, embora seja benéfico em alguns pontos. O que você precisa é ter boa disposição. Existem muitas formas de aprender inglês e sem ser uma atividade chata. Simples, ouça sua música favorita em inglês e acompanhe a letra em português uma vez e depois só inglês, ouça séries colocando a legenda em inglês, comece a praticar conversação com outras pessoas mesmo que seja um ‘how are you? (como vai você) à medida que vai aprendendo novos vocabulários e frases... Não é fácil (você não vai aprender da noite para o dia), vai levar um tempo, mas dará certo. O segredo está na prática, prática e prática. Eu mesmo fiz seis anos de curso pelas Thomas Jefferson e hoje mantenho contato com a língua conversando inglês com pessoas, ouvindo músicas que gosto em inglês e por aí vai.

Seja pelo fato de grandes empresas de TI serem americanas e ditarem regras do mercado, palavras-chaves das linguagens serem em inglês ou muito material sobre nova tecnologia em inglês, aprender inglês te tornará um profissional diferenciado e competitivo. Então, não se restrinja ao verbo ‘to-be’, ao contrário, aprenda logo inglês e ganhe o mundo! Abraços guerreiros e até a próxima.



18 visualizações0 comentário