• Roger Sampaio

A Poderosa EDA: Análise Exploratória de Dados

Atualizado: 22 de abr.

Fala meus guerreiros. Certamente os cientistas de dados preferem trabalhar com a modelagem preditiva, afinal são muitos benefícios na efetivação de previsões futurísticas em diversas áreas de negócio, uma obra de arte, quase uma mágica. Algoritmos de Redes Neurais, RandomForest, SVM, Naive Bayes entre tantos outros chamam atenção pela forma que funcionam internamente e principalmente por encontrar padrões desconhecidos por seres humanos utilizando poder computacional e matemática. Antemão, a modelagem é a cereja do bolo, antes existe uma etapa chamada Análise Exploratória de Dados (EDA) que muita gente não gosta. Cerca de 80% ou mais do tempo gasto no processo de ciência de dados é nela. Assim como a Phoenix do X-Men, a EDA é muito poderosa e importante porque prepara a base de dados para modelagem, afinal como diz um ditado: se você entrega lixo por modelo, ele te devolverá lixo, ou seja, dados não tratados ocasionará em desempenho ruim. Nesse vídeo exploraremos em detalhes as atividades presentes na EDA como, por exemplo, leitura da base, identificação de tipos, variáveis categóricas e quantitativas, exploração de dados por meio de tabelas e gráficos. E o melhor: o dataset será sobre pokémons, vamos aprender e ao mesmo se divertir relembrando nossa nostálgica infância. Boa diversão.


6 visualizações0 comentário